SUBLIME CAPÍTULO ANTONIO FABBRI Antônio Fabbri ESTANDARTE


      
      





  A designação de graus filosóficos é relativa ao estudo e conhecimento dos atos, preceitos e procedimentos do Obreiro em suas relações com a Humanidade e para consigo mesmo, visando o seu aperfeiçoamento moral.
Os maçons portadores de graus filosóficos, em virtude dessa qualidade, tem como princípios fundamentais o cumprimento do dever; o respeito às leis, quer maçônicas, quer profanas; o culto e o respeito à Família e à Pátria.
O cumprimento do dever ser o apanágio de todo obreiro, porque o dever é a fonte de todas as energias que alimentam a coragem e dão têmpera às armas morais; o respeito às leis maçônicas ou civis é uma obrigação indeclinável de todo Homem, seja maçom ou não; o culto e o respeito à família e à Pátria constituem deveres primordiais aos quais ninguém pode faltar; todos os atos de um Maçom devem ser fundamentados no Dever e na Justiça; o dever é a obrigação primeira e apoia-se na mais pura moral; a justiça é a obrigação de dar a cada um o que é seu, sem prejudicar ninguém. O irmão que freqüenta os graus filosóficos deve cumprir e fazer cumprir todas as leis, regulamentos, atos e decretos emanados do Supremo Conselho ou do Corpo subordinado a que pertencer; observar a pureza dos rituais, bem como o cumprimento dos estabelecidos nas doutrinas da ordem, seus princípios, Landmarks e regulamentos, defendendo-os em todas as ocasiões; desenvolver os postulados da Paz e da Concórdia, os princípios de amor ao próximo e da fraternidade universal; ser assíduo às reuniões de sua Câmara Filosófica, satisfazendo com pontualidade suas obrigações financeiras; pertencer ao quadro de obreiro de uma Loja Maçônica Simbólica regular; denunciar às autoridades maçônicas competentes, toda e qualquer infração às normas estabelecidas pelo Supremo Conselho, relatando as infrações que verificar e finalmente, os obreiros portadores do Grau 33, tem a obrigação e o dever de freqüentarem regularmente os trabalhos da mais Alta Câmara dos graus filosóficos localizada em seu domicilio.
A Instituição Maçônica do Rito Escocês Antigo e Aceito é fundamentada universalmente pelas Grandes Constituições de 1786 e pelos Regulamentos Gerais de 1762. É estruturada em bases territoriais independentes e soberanas, estas sob o governo de um Alto Corpo, o Supremo Conselho, tudo conforme o deliberado em congressos Internacionais de Supremos Conselhos, realizados em Washington (1912), Bruxelas (1907-1935), Lausane (1922) e Paris (1929), e por outros realizados ou a se realizarem por todos os Supremos Conselhos do mundo, sempre objetivando a difusão do Rito.
O Supremo Conselho dos Graus 4 a 33 para o Brasil, fundado em 27 de outubro de 1972, propõe-se a ministrar a seus filiados, através de iniciações hierárquicas, com os símbolos e lendas dos Graus 4 a 33, a filosofia e os ensinamentos da Ordem, iniciações essas divididas em séries, que, por seu conteúdo ideológico, vinculam-se ao pensamento legado à humanidade pelos grandes vultos antepassados.
Como gradativa escola de ética, as iniciações hierárquicas objetivam infundir, aos iniciados, princípios básicos de comportamento, dos quais, obrigatoriamente, deve resultar : culto à existência de um Principio Criador, Deus ou o G.'. A.'. D.'. U.'. ., a investigação constante da verdade; a defesa da liberdade, o amor ao próximo e o combate à intolerância; o cultivo da fraternidade; a prática da justiça; a obediência à lei; o combate à ignorância e o trabalho em prol da felicidade do gênero humano, segundo princípios da eubiose, objetivando a harmonia universal.
A história do Sublime Capítulo Antônio Fabbri, podemos dizer, começou em 1900, mais precisamente no dia 01 de março de 1.900, quando foi fundada a A.'.R.'.L.'.S.'. LUZ DE BRODOWSKI, na época jurisdicionada ao Grande Oriente do Brasil. Depois de adormecer em 1916, ela novamente reergueu as suas colunas, no mesmo local, no dia 26 de julho de 1.983, filiada ao Grande Oriente de São Paulo e posteriormente, conforme decisão tomada em conjunto, filiou-se ao GRANDE ORIENTE PAULISTA. Hoje como vimos, a loja é centenária e por aprovação oficial do G.'. O.'. P.'. a data oficial de fundação é 01 de março de 1900.
Ai, os irmãos de Brodowski, juntamente com os de Batatais e ao lado dos de Ribeirão Preto, que queriam crescer dentro da maçonaria, buscando novos horizontes no campo filosófico da ordem, passaram a freqüentar o Sublime Capítulo Fraternidade D'Oeste, na Loja Estrela D'Oeste, em Ribeirão Preto, na época também integrante do Grande Oriente Paulista. Porém, com o desligamento da Loja Estrela D'Oeste do Grande Oriente Paulista, quando ela novamente se filiou ao Grande Oriente do Brasil, os irmãos ficaram impossibilitados de continuarem participando daquele capítulo.
Já tínhamos vários irmãos, tanto da Luz de Brodowski como da Phylantropia de Batatais, ambas subordinadas ao Grande Oriente Paulista, galgado os mais altos graus do Rito Escocês Antigo e Aceito e vários ainda estavam nos Graus 4 e 9. Após algumas tentativas frustadas de continuar participando dos graus filosóficos em Franca, em virtude de vários problemas, especialmente de distância, foi iniciado um trabalho para a fundação de um Sublime Capítulo em Brodowski.
Os irmãos da A.'.R.'.L.'.S.'. Phylantropia, de Batatais, juntamente com os irmãos da A.'.R.'.L.'.S.'. Luz de Brodowski 072, contando com a colaboração de vários irmãos de Franca e Ribeirão Preto, conseguiram realizar enfim o sonho de fundar, em Brodowski, o tão sonhado Capítulo, subordinado ao Supremo Conselho dos Graus Escoceses 4 a 33 para o Brasil, para trabalhar nos Gr.'. 4 a 18.


Em 26 de outubro de 1994, na gestão do Ir.'. Marcus Orlando Arantes Carvalho como V.'.M.'. da A.'.R.'.L.'.S.'. LUZ DE BRODOWSKI 072, em memorável sessão realizada no templo da A.'.R.'.L.'.S.'. LUZ DE BRODOWSKI 082, foi realizada a sessão de fundação deste capítulo, que por sugestão do Ir.'. José Luiz Carreira, Gr.'. 30, e aprovação unanime de todos os irmãos, conforme consta da ata de fundação, recebeu o nome de SUBLIME CAPITULO ANTÔNIO FABBRI, irmão brodowskiano nascido em 01 de novembro de 1891, falecido em 09 de novembro de 1.982, iniciado na A.'.R.'.L.'.S.'. Estrela D'Oeste, em Ribeirão Preto, em 15 de setembro de 1.930 e responsável direto pelo reerguimento das colunas da LUZ DE BRODOWSKI 072, em Brodowski, e que foi assim justificado : " MEUS IRMÃOS, É INDECLINÁVEL DEVER, HONRAR AQUELES QUE POR SEUS MÉRITOS FIZERAM JUZ À ADMIRAÇÃO E A GRATIDÃO DE SEUS SEMELHANTES. QUANDO MAIS, QUANDO SE TRATA DE ALGUEM QUE, POR SEUS ESFORÇOS, TUDO FEZ PELA INSTITUIÇÃO QUE UM DIA ABRIU SUAS PORTAS E O ACOLHEU EM SEU SEIO, QUANDO RECEBEU A LUZ VERDADEIRA. EIS PORQUE, CONSTA NO ESTANDARTE, COM TODAS AS LETRAS, O NOME DE "ANTÔNIO FABBRI", QUE TÃO VALIOSOS E INESTIMÁVEIS SERVIÇOS PRESTOU À NOSSA INSTITUIÇÃO. E NESTE RECONHECIMENTO, OS IRMÃOS PRESTAM SUA HOMENAGEM, RECONHECENDO A MAGNITUDE E A GRANDEZA DE SEUS MÉRITOS, TESTEMUNHANDO ASSIM A GRATIDÃO DE TODOS. ASSIM COMO O PELICANO NOS FAZ LEMBRAR A CARIDADE, A CRUZ O SACRIFICIO E A ROSA O AMOR, ESTE NOME NO ESTANDARTE NOS FAÇA SEMPRE PRESENTE A IMAGEM DAQUELE, QUE COM TANTA DEDICAÇÃO, EMPENHOU SEUS ESFORÇOS EM PROL DE NOSSA ORDEM. QUE SEU ESPIRITO DE LUTA, SUA CORAGEM, SIRVAM DE EXEMPLO A NORTEAR OS NOSSOS PASSOS NO CAMINHO DA HONRA E DO DEVER. HOMENS COMO ANTÔNIO FABBRI SÃO MARCOS FINCADOS À BEIRA DA ESTRADA DA VIDA, QUE DESAFIAM AS INTEMPÉRIES E OS PRECONCEITOS. É UM PARADIGMA PARA OS NOVOS E OS ANTIGOS IRMÃOS, E O SUBLIME CAPITULO AO TOMAR SEU NOME PARA SUA IDENTIFICAÇÃO PRATICOU UM ATO DE JUSTIÇA E RECONHECIMENTO. "
O saudoso Irm.'. Antônio Fabbri é pai do Ir.'. Amando Fabbri, Gr.'. 33, do Ir.'. Antônio José Fabbri, Gr.'. 3 e avô do Ir.'. Humberto Fabbri, Gr.'. 3.
Estiveram presentes nesta sessão 25 irmãos, todos do Grau 18 a 33, conforme livro de presença, entre eles, o Ir.'. Durval de Oliveira, presidente do Supremo Conselho, acompanhados de membros de sua diretoria, Irmãos Thyrso Bueno Galucci, Adriano Bordon, e outros, e também os irmãos Weber Drauzio David, Wilson Nascimento, Carlos Eduardo Lima, de Franca, Victor Pilleggi, de Rib. Preto, e outros. Foi escolhido por consenso para presidir esta reunião, o Ir.'. José Primo Pugnoli Jr, Gr.'. 33, de Brodowski, e depois feita a eleição da Administração provisória do Sublime Capítulo, que ficou assim formada : Arthezata: Ir.'. José Primo Pugnoli Jr. Gr. 33, e Amando Fabbri, Gr. 33, 1º Grande Vigilante, José Luiz Carreira, Gr.'. 30, 2º Grande Vig.'.; Eloy Fernandes, Gr.'. 30, Grande Secret.'. de Eloquência; Victor Pilleggi, Gr.'. 33, Grande Cav. de Eloquência; José Geraldo Faria de Castro, Gr.'. 33, Gr.'. Tes.'.; Reynaldo Allioti, Gr.'. 33, Gr.'. Hosp.'.; Jair Gallo, Gr.'. 18, Gr.'. Mest.'. de Cerim.'.; João Batista Popini, Gr.'. 30, Gr.'. Gr.'. Cap.'. da Guarda; Leonel Nallini Jr., Gr.'. 18, Gr.'. Cobr.'.; José Carlos Soares, Gr.'. 33, 1º Gr.'. Exp.'. e Ir.'. Washington Pedro Soares, Gr.'. 30, 2º Gr.'. Exp.'.. Após esta etapa, até o dia 09 de março de 1.996, ficaram sendo tomadas as providencias para os acertos finais para a consolidação do Capítulo, quando então, nesta data, foi realizada a Instalação e Regularização do Sublime Capítulo Antônio Fabbri, conforme o Ato nº 411, de 28 de fevereiro de 1.996, sendo que a comissão instaladora foi presidida pelo Ir.'. Durval de Oliveira, Sob.'. Gr.'. Comendador e entre outros, pelos irmãos José Mattos Silva, Paulo Borges Franco, Antônio Gomes Torres, e entregue ao Ir.'. Arthezata José Primo Pugnoli Jr, a carta constitutiva e feita a investidura oficial da administração provisória, que passou ser definitiva, do Sublime Capítulo. Em 20 de maio de 1996, com a presença de 11 irmãos, foi realizada a eleição do Sub.'. Cap.'. Cavaleiros Rosa Cruz (e Loj.'. de Per.') Antônio Fabbri, que em sessão presidida pelo Ir.'. Arthezata José Primo foi assim eleita : Presidente: José Primo Pugnoli Jr, 1º e 2º GGr.'. VVig.'. , Amando Fabbri e José Luiz Carreira; Gr.'. Secret.'. Eloy Fernandes; Gr.'. Cav.'. Eloq.'., José Geraldo Faria de Castro; Waldemar Amancio Cardoso, Gr.'. Hosp.'. ( Ir.'. Antônio Parra Alarcon, p/ Loja de Perf ); Gilberto Padua, Gr.'. Mest.'. de Cerim.'.; Leonel Nalini Jr, 1º Gr.', Exp.'.; Marcus Orlando Arantes Carvalho, 2º Gr.'. Exp.'.; Nelson Coelho de Souza, Gr.'. Guard.'. da Torre; Victor Pilleggi, Gr.'. Cav.'., da Guarda ( Willie Alves Bueno, p/ Loja de Perf.'.). Nesta reunião foi decidido o último sábado, como dia das sessões, e estavam filiados, oriundos de outros capítulos, os irmãos José Mauro Adami, Encio Ervas Fabbri, André Luiz Serrano Cabral, João Alberto Alves dos Reis ( este transferido de São Paulo ) , Antônio Luiz Antequera Cabral e Francisco Sérgio Nalllini,

Em 24 de março de 1.997, com a presença de 11 irmãos, realizou-se sessão especial de eleição de diretoria do Sub.'. Cap.'. Antônio Fabbri e da Loja de Perfeição que ficou assim constituída : Arthezata: JOSÉ GERALDO FARIA DE CASTRO, 1º Gr.'. Vig.'. AMANDO FABBRI; 2º Gr.'. Vig.'. REYNALDO ALLIOTI; Grand.'. Secret.'. Chanc.'. NELSON COELHO DE SOUZA; suplente: ELOY FERNANDES; Gr.'. Cav.'. Eloq.'. LEONEL NALLINI JR; ssuplente: VICTOR PILLEGGI; Gr.'. Tes.'. JOSÉ LUIZ CARREIRA; Grand.'. Hosp.'. MARCUS ORLANDO ARANTES CARVALHO; Gr.'. Mest.'. Cer.'. JOSÉ PRIMO PUGNOLI JR; Cap.'. Guard: AYLTON RONALDO DA SILVEIRA; 1º e 2º Exp, SEBASTIÃO SÉRGIO DA COSTA e ANTÔNIO TOLOI e Cob.'. JOSÉ LUIZ ROMAGNOLLI, quando então foi marcado como dia das sessões a 3a segunda feira de cada mês.
No dia 26 de junho, através de propositura do Ir.'. Antonio Douglas Zapolla, aprovada por unanimidade, o Subl.'. Cap.'. de Cav.'. Rosa Cruz Antonio Fabbri homenageou o Ir.'. NELSON COELHO DE SOUZA ( KIKO ) falecido no dia 8/maio/2000, dia de seu 55º aniversário, dando o seu nome à secretária do capítulo.

No dia 19 de junho de 2.000, foi eleita a diretoria para o ano 2000/2001 que tem como presidente o Ir.'. AMANDO FABBRI.

Para o bienio 2002/2004, a diretoria foi presidida pelo Ir.´. JOSE LUIZ CARREIRA.



No dia 21 de junho de 2.004, foi empossada a diretoria para o bienio 2004/2006, que tem como Presidente o Ir.´. AYLTON RONALDO DA SILVEIRA, como 1º Vigilante, o Ir.´. Wilson Arantes, como 2º Vigilante, o Ir.´. Antonio Douglas Zapolla, tesoureiro, o Ir.´. José Luiz Carreira, secretário, o Ir.´. Marcus Orlando Arantes Carvalho e Orador o Ir.´. Paulo Domingues de Oliveira.

O AM 2006/2009 teve como Presidente da Diretoria, o Ir.´. WILSON ARANTES, MI da ARLS PHYLANTROPIA DE BATATAIS 052. Este periodo foi marcado com o falecimento do Ir.´. MARCUS ORLANDO ARANTES CARVALHO, MI da ARLS LUZ DE BRODOWSKI 072,(www.luzdebrodowski.com.br/homenagem.htm), ocorrido no dia 17 de junho de 2.009. O Corpo do Ir.´. Marcus foi velado no tempolo da ARLS LUZ DE BRODOWSKI 072, onde ele recebeu as homenagens dos irmãos, familiares e amigos.

No dia 25 de junho de 2.009, foi empossada a diretoria para o bienio 2009 / 2011, a qual tem como Presidente o Ir.´. ANTONIO DOUGLAS ZAPOLLA, MI da ARLS LUZ DE BRODOWSKI 072. A sessão teve inicio às 20h10min, presidida pelo TVPM Ir.´. Wilson Arantes, contando com a presença do Inspetor Liturgico do Supremo Conselho, Ir.´. PAULO DOMINGUES DE OLIVEIRA, e do Ir.´. JOSE GERALDO FARIA DE CASTRO, TVPM do Capitulo de CAVALEIROS KADOSH REINALDO ALIOTTI, 18 a 33, de RIBEIRÃO PRETO. Dos 25 membros do quadro, 19 estiveram presentes: AMANDO FABBRI ANTONIO CARLOS DA CRUZ ANTONIO DOUGLAS ZAPOLLA AYLTON RONALDO DA SILVEIRA CLAUDINEI FARIA DE OLIVEIRA HUMBERTO FABBRI JAIRO TEIXIERA SOBIESIAK JOÃO CARLOS SAIA JOÃO BOSCO ALEIXO SILVA JOSÉ LUIZ CARREIRA JOSE LUIZ MARQUES JOSE GERALDO F. DE CASTRO JOSE PRIMO PUGNOLI JUNIOR JOSE ROBERTO DEL TOSO JOSÉ WILSON SORIANI LUIZ FERNANDO V. BERGAMO PAULO DOMINGUES DE OLIVEIRA VALDOMIRO LAZARO LANCHOTI VICTOR PILEGGI TOSHIO FURUKAWA WILSON ARANTES e apenas 5, todos justificados por motivos imperiosos : CARLOS ALBERTO PEDROZA DE MENDONÇA, DANIEL DE ANDRADE, JOSE CARLOS DE VICENTE, JOSE MAURO LOPES E JOSE PRIMO PUGNOLI JUNIOR.

No ano de 2.010, já trabalhando com o novo ritual do Gr.´. 4 aprovado pelo S.C., o Sublime Capítulo Antonio Fabbri, os trabalhos foram reencetados no dia 18 de fevereiro.


CLIQUE E VEJA A DIRETORIA 2009 / 2011


CLIQUE E VEJA FOTO DA POSSE 2009 / 2011


INICIAÇÃO GR.´. 4 - 19/NOVEMBRO/2009



INICIAÇÃO GR.´. 4 - 26/AGOSTO/2010


VEJA NOTA SOBRE INICIAÇÃO NA REVISTA A TROLHA


VEJA NOTA SOBRE INICIAÇÃO NO SITE DO SUPREMO CONSELHO



      


símbolo símbolo