Antônio Fabbri Antônio Fabbri
In memorian

       Nasceu no dia 02 de novembro de 1892, em Garofalo, Ravego, na Itália, filho de Natale Fabbri e Carolina Vanzelli Fabbri. Com 4 anos de idade , veio para o Brasil, juntamente com seus pais, residindo em Jardinópolis por 6 meses e posteriormente veio para Brodowski, onde na Fazenda Estrela de Lourdes, instalou uma cervejaria. Posteriormente, veio para a cidade onde montou a DESTILLARIA FABBRI, fundada em 1898, na antiga Praça Humaitá, nº 72 e que funciona até hoje, na Praça dos Expedicionários, dirigida pelo seu filho Amando Fabbri e neto Humberto Fabbri, ambos membros da Loja Luz de Brodowski. No inicio, era sócio da fábrica, o Ir.'. José Fabbri, sendo o símbolo da mesma uma águia e posteriormente, com a dissolução da sociedade, Antônio Fabbri ficou responsável pela mesma e passou a utilizar como símbolo a cabeça de Bugre, uma das mais tradicionais e conhecidas da cidade.
      Segundo documentos encontrados, seu pai, Natale Fabbri, em ano ignorado, iniciou-se na Maçonaria, em Batatais na A.'.R.'.L.'.S.'. Caridade Universal 2a. , onde devem ter sido iniciados também os outros fundadores da Loja Luz de Brodowski, fundada em 01 de março de 1900. Segundo documento original e oficial , apuramos que o Ir.'. Pedro Petrarchi, outro fundador da Loja Luz de Brodowski, , que também era italiano, a exemplo do Ir.'. Natale Fabbri, foi iniciado em 8 de junho de 1896, na referida loja, ou seja, A.'.R.'.L.'.S.'. CARIDADE UNIVERSAL 2a. , do GOB, em Batatais, que também abateu colunas há longo tempo. Isto nos leva a crer que também os outros fundadores foram iniciados nesta mesma loja.
       Antônio Fabbri casou-se, em 20 de dezembro de 1931, em Ribeirão Preto, com Olga Rossi Fabri , e o casal teve os filhos Sylvia, Roberto, Amando, Ricardo e Antônio José. Teve também 5 netos, oriundos dos casamentos de seus filhos Ricardo e Amando.
       Foi sempre um cidadão respeitado, dotado de alto espírito humanitário, sempre colaborando com as causas justas da comunidade.
       Filho de maçom, já que seu pai havia sido fundador da A.'.R.'.L.'.S.'. Luz de Brodowski em 01 de março de 1900, desde cedo começou a se interessar pela maçonaria. Em 24 de julho de 1904, portanto com 12 anos de idade, em sess.'. br.'. da Loja Luz de Brodowski, foi batizado como Lowton, sendo seu padrinho o Ir.'. Benjamim Correia.
      Seu irmão, José Fabbri, nascido em 19 de março de 1897, casado , iniciou na Sub.'. Ord.'., na A.'.R.'.L.'.S.'. Estrella D'Oeste, em 21 de março de 1930. Posteriormente, em 15 de setembro de 1930, com 38 anos de idade, Antônio Fabbri foi também iniciado na mesma Loja, cujo Ven.'. Mest.'. na época, era o Ir.'. RENATO GUIMARÃES LEITE. Foi inscrito no Cadastro Geral da Ordem conforme cédula nº 29.280, datada de 15 de junho de 1937. Seu placet de iniciação foi expedido pelo GOB, em 17 de setembro de 1930, porém registrado somente em 09 de fevereiro de 1961, sob o nº 20.232.
      Sua proposta de Inic.'. foi apresentada na Loja Estrella D'Oeste, Rib. Preto, em 21 de junho de 1930, assinada pelo Ir.'. Baldo Pavicic, V.'.M.'. da Loja Luz de Brodowski em 1907 e seus sindicantes foram os Irmãos Alberto Crosera (em 25/8/1930) , Vicente Manfredi ( 29/07/1930 ) e o próprio Baldo Pavicic ( 10/8/1930). Entre outros documentos encontramos uma cópia fiel manuscrita por Baldo Pavivic quando Antônio Fabbri foi batizado como Lowton no ano de 1904.
       Posteriormente foi elevado e exaltado no mesmo dia 09 de março de 1931 e passou a freqüentar os graus filosóficos na Gr.'. Ben.'. Loja Symb.'. Cap.'. Estrella D'Oeste, em Ribeirão Preto, sendo iniciado no Gr.'. 18, em 05 de junho de 1931, onde recebeu o Breve nº 118.341, de 04 de maio de 1971 e posteriormente atingiu o grau máximo do Rito Escocês Antigo e Aceito, o Gr.'. 33.
       Foi sempre um maçom ativo, responsável e participante, e por motivo de saúde e pelos seus méritos, recebeu em 16 de fevereiro de 1970, por propositura do Ir.'. Gutemberg Gonçalves, 3.'., feita em 15/12/69 ao Ir.'. Victor Pilleggi, então Ven.'. Mest.'. da Loja Estrella D'Oeste, o título de Maçom Emérito, conf. o Art. 9º, & 3º, da Constituição do Grande Oriente do Brasil, e registrado na Gr.'. Secret.'. do Gr.'. de São Paulo, em 16 de fevereiro de 1970, sob o nº 9663.
      Na A.'.R.'.L.'.S.'. Estrella D'Oeste, em Ribeirão Preto, foi sempre um maçom exemplar, deixando de participar ativamente dos trabalhos, somente quando adoeceu, a partir de 1970, portanto já com 78 anos de idade.
      A partir de sua iniciação, o Ir.'. Antônio Fabbri passou a se interessar pelo patrimônio da extinta Luz de Brodowski, na Rua General Osório, 141, em Brodowski, prédio e pelo terreno onde funcionou a Loja Luz de Brodowski, no período de 1900 a 1916. Um fato a ser esclarecido quanto a não participação do Ir.'. José Fabbri, iniciado antes que o Ir.'. Antônio , e que fora elev.'. e exalt.'. em 19 de fevereiro de 1931 e colado no Gr.'. 18 em 5 de junho de 1931, foi o seu falecimento, com 47 anos, ocorrido no dia 23 de setembro de 1944, em São Paulo. Os impostos passaram a ser recolhidos, conforme relatado minuciosamente no capítulo referente ao período em que a loja esteve adormecida, e o prédio sendo usado para várias finalidades.
       Em 1961, o Sr. João Albarello, maestro da Banda Musical Carlos Gomes, que usava o local para ensaios, requereu usucapião do mesmo. Foi então que o Ir.'. Antônio Fabbri, com a ajuda dos Irmãos Victor Pilleggi, Delegado da 9a. Região Maçônica e Danilo José Fernandes, Grão Mestre do GOSP, com a colaboração do saudoso Ir.'. Ângelo Tornatore, brodowskiano, membro da Loja Maçônica Independência III, de Franca, interferiram no processo e finalmente conseguiram a desistência do Sr. João Albarello, que concordou em receber NCr$ 1.500,00 ( hum mil e quinhentos cruzeiros novos ), como indenização por um certo período em que quitou débitos junto à Prefeitura Municipal do referido terreno, conforme prova recibo datado de 25 de março de 1968.
       Em 1970, com 78 anos, pelo seu trabalho e pelos seus méritos, o Ir.'. Antônio Fabbri, foi agraciado com o título de maçom Emérito da A.'.R.'.L.'.S.'. Estrella D'Oeste, de Rib. Preto, sendo dispensando portanto da freqüência regular, mas continuando membro oficial daquela loja.
       Em 1971, mais precisamente no dia 12 de dezembro, quando ainda não se tinha perspectiva de reerguimento das colunas da loja, o terreno foi oferecido à Equipe da Caridade local, responsável pelo Asilo Lar da Fraternidade, em regime de comodato, o que não foi aceito pelos responsáveis, Srs. Mário Fabbri e Jayme Morando e aqueles irmãos não quiserem fazer a doação definitiva do local, o que possibilitou então, em 1983, o reerguimento das colunas da LUZ DE BRODOWSKI, naquele mesmo local. Se o terreno tivesse sido doado, talvez o andamento da história tivesse sido outro.
       A A.'.R.'.L.'.S.'. LUZ DE BRODOWSKI 072 prestou significativas homenagens ao Ir.'. Antônio Fabbri, dando o seu nome à Biblioteca Maçônica, conforme proposta do Ir.'. Antônio Douglas Zapolla, aprovada em 04 de fevereiro de 1992, na gestão 1990/92, quando era Ven.'. Mest.'. o Ir.'. José Primo Pugnolli Júnior. Também recebeu o seu nome, em 26 de outubro de 1994, por propositura apresentada pelo Ir.'. José Luiz Carreira, Gr.'. 30 e aprovada por unanimidade, o SUBLIME CAPITULO , que trabalha nos Graus 4 a 18, filiado ao Supremo Conselho dos Graus Escoceses 4 a 33 para o Brasil, com sede no Rio de Janeiro, na administração 1994/1995, quando ocupava o cargo de Ven.'. Mest.'. o Ir.'. Marcus Orlando Arantes Carvalho.
       Em 10 de novembro de 1982, com 90 anos de idade, não resistiu e faleceu. Porém, deixou registrado, tanto na história da Maçonaria local e de Ribeirão Preto, na história da comunidade de Brodowski, o registro de um homem integro, trabalhador, leal, solidário, e assim como recebeu de seu pai, Natale Fabbri, os ensinamentos da verdadeira filosofia maçônica, deixou aos seus filhos e netos, estes mesmos preceitos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
       Seu filho, Amando Fabbri, nascido em 10 de dezembro de 1935, foi um grande defensor desta herança maçônica, sendo iniciado na A.'.R.'.L.'.S.'. Washington Luiz I, em Batatais, em Batatais, no dia e sendo Ven.'. Mest.'. no Ano 1981/1982 , e posteriormente, no dia 27 de junho de 1983, um dos fundadores desta nova etapa da Loja Luz de Brodowski, sendo Ven.'. Mest.'. de 1983 a 1986. Atualmente é o 1º Diac.'., e já ocupou vários cargos em várias administração e está colado no Gr.'. 33, filiado ao Sublime Capítulo Antônio Fabbri, jurisdicionado ao Supremo Conselho dos Graus 4 a 33 para o Brasil, de São Paulo.
       Outro seu filho, Antônio José Fabbri, nascido em 24 de fevereiro de 1947, foi iniciado em 06 de junho de 1992, aliás, a primeira iniciação oficial após a sagração do templo , realizada na A.'.R.'.L.'.S.'. Luz de Brodowski, em Brodowski, onde já ocupou vários cargos, entre eles, o de Orador. Atualmente é Gr.'. 3.
       Seu neto, Humberto Fabbri, filho de Amando Fabbri, nascido em 19 de fevereiro de 1971, também foi iniciado em 10 de junho de 1995, quando já era Sennior DeMolay, integrante do Capítulo Estrella D'Oeste, da Loja Estrella D'Oeste, onde foi Mestre Conselheiro 1990. Atualmente é o 2º Vigilante e está colado no Gr.'. 3. Também é o atual Presidente do Conselho Consultivo do Capítulo Luz da Ordem DeMolay, cargo que já ocupou por 3 vezes.
       Outros dois bisnetos de Natale Fabbri, os irmãos carnais, Encio Ervas Fabbri, nascido em 01 de julho de 1.956, iniciado em 28 de agosto de 1985, e Fausto Ervas Fabbri, nascido em 08 de dezembro de 1963 e iniciado em 28 de fevereiro de 1996, ambos filhos de Fleury Fabbri ( filho de Fausto Fabbri, irmão de Antônio Fabbri ), também fazem parte da A.'.R.'.L.'.S.'. Luz de Brodowski 072, onde são MM.'. MM.'.. Outra curiosidade com relação aos Irmãos Fausto e Encio é que ambos são bisnetos, por parte de mãe, de Victório Ervas, que em 1907, conforme documento encontrado, fazia parte da Loja, sendo Or.'. Int.'..
       Podemos dizer também que a família FABBRI, através do Ir.'. Humberto Fabbri, o primeiro iniciado DeMolay de Brodowski, , que arregimentou a primeira turma de jovens para serem iniciados no Capítulo Estrella D'Oeste, onde pela sua responsabilidade e seriedade, foi eleito Mestre Conselheiro, e depois de iniciado na Maçonaria, foi Presidente do Conselho Consultivo do Capítulo por duas gestões é a responsável pelo fortalecimento das colunas também do Capítulo Luz da Ordem DeMolay de Brodowski.
       Assim, esta família FABBRI, já na sua 4a. geração participando da Loja , podemos afirmar, foi a grande pioneira e incentivadora, responsável direta pela vida da LOJA MAÇÔNICA LUZ DE BRODOWSKI e pelo seu segmento, CAPÍTULO LUZ DA ORDEM DeMOLAY DE BRODOWSKI, e este livro, com muita justiça, é totalmente dedicado e oferecido a esta grande e querida família FABBRI, como reconhecimento por tudo que sempre fizeram pela maçonaria e pela A.'.R.'.L.'.S.'. Luz de Brodowski 072.